Eleitores se concentram em frente ao condomínio de Jair Bolsonaro, na Barra da Tijuca: Caio Guatelli
4 min.

Pensando o “Bolsonarismo” entre teoria política, histórica e sociológica: uma proposta teórico-metodológica

A pergunta a ser posta é: o “Bolsonarismo” é uma categoria capaz de dar conta da essência mais profunda de fenômenos históricos-políticos e socioeconômicos que estão marcando a história brasileira das últimas décadas, ou trata-se apenas de um kampfbegrief (um “conceito de combate”) na disputa ideológico-política quotidiana?
Nápoles, Itália
fabiogentile@judasasbotasde.com.br

Como a maioria dos conceitos da teoria política moderna e contemporânea “Bolsonarismo” é um neologismo composto por um núcleo originário (Jair Bolsonaro, homem político e atual presidente do Brasil), dilatado (se não extremado) em nível semântico mediante o sufixo “ismo”.  

A pergunta a ser posta é: o “Bolsonarismo” é uma categoria capaz de dar conta da essência mais profunda de fenômenos históricos-políticos e socioeconômicos que estão marcando a história brasileira das últimas décadas, ou trata-se apenas de um kampfbegrief (um “conceito de combate”) na disputa ideológico-política quotidiana?[i]Definição de Stephane Boisard para pensar a ressignificação do populismo desde a década de 1990 do século XX. Boisard, Stephane. Del totalitarismo al populismo: el enemigo antiliberal en el … Ver fonte No fundo todos os “ismos” do século XX e das primeiras décadas de século XXI foram elaborados para satisfazer uma necessidade ideológica e política, antes mesmo que científica e acadêmica, de conhecer algo que se apresenta como “novo”.[ii]Dorsi, Angelo (org.) Gli ismi del Novecento. Viella, 2010

Somos estudantes, professores e trabalhadores. Precisamos de você para continuar lutando. Apoie e colabore financeiramente. Precisamos de sua ajuda para sobreviver

Quero apoiar

Basta pensar em totalitarismo, cuja raiz “total” – “totalitário” gerou logo em seguida o substantivo “totalitarismo”, utilizado pela primeira vez na área dos opositores políticos ao fascismo, visando conceituar a novidade histórica de um regime que pretende absorver a esfera do privado na esfera do público mediante o partido único. [iii]Gentile, Fabio. “Hannah Arendt e o debate brasileiro em torno do stalinismo”. A Força de Judas, p. 8 – 19, 25 dez. 2020; “Uma pílula de totalitarismo”. Canal do YouTube. Fabio Gentile … Ver fonteE logo em seguida, na segunda metade do século XX, basta pensar aos “ismos, cujo núcleo central é marcado pela figura de um líder carismático, criados para compreender fenômenos de “personalização da política”[iv]Manin, Bernard. The principles of representative government. Cambridge: Cambridge University Press, 1995. Na América Latina, o “Peronismo” e o “Varguismo”; na Europa o “Gaullismo” o “Laurismo” e no final do século o “Berlusconismo”, apenas para lembrar alguns dos mais significativos.[v]O termo “Peronismo” advém de Juan Domingo Perón, Presidente da Argentina por três mandatos; “Varguismo” de Getúlio Vargas, ditador e Presidente do Brasil por dois mandatos; … Ver fonte

Em suma, as ciências sociais avançam também por “ismos”, embora eles oscilem de forma ambígua e antinômica entre apropriações no campo intelectual e político e uso científico e acadêmico, amparado por rígidos critérios taxonômicos, em busca de um “ideal tipo”, para sustentar uma interpretação qualquer ela seja (intencionalista, ou funcionalista, ou institucionalista) do fenômeno em questão,” de acordo com uma específica weltanschauung. Medir o valor heurístico de um conceito na análise de um fenômeno exige também o resgate das suas interpretações ideológico-políticas, dado que qualquer fenômeno é sobretudo as suas interpretações, inclusive aquelas que abrem mão da necessária revisão histórica para se entregar ao revisionismo ou até ao negacionismo. A tal respeito, o debate sobre a Alemanha nazista e a Solução Final da questão judaica é um observatório privilegiado.[vi]Rusconi, Gian Enrico (org.). Germania il passato che non passa: i crimini nazisti e l´identità tedesca. Torino: Einaudi, 1987

À luz destas considerações teórico-metodológicas, o “Bolsonarismo” é uma categoria útil, desde que seja suportada por uma análise multidimensional capaz de interligar o terreno da teoria política com aquele da pesquisa histórica e sociológica.[vii]Ver Política e antipolítica: a crise do governo Bolsonaro. Entrevista com o cientista político Leonardo Avritzer. Disponível em: <https://youtu.be/gy3tpssNmx4>; O Bolsonarismo na … Ver fonteTrata-se de pensar a ascensão da “nova direita” se aglutinando em torno de Bolsonaro como um movimento heterogêneo “plural”, reunindo setores liberais moderado-conservadores com segmentos mais extremos ou até radicais da direita, a qual não compartilha uma única doutrina ideológico-política, destacando como as várias tendências que conformam este arquipélago, mesmo reivindicando orgulhosamente a própria especificidade, se caracterizam pela confluência no neoliberalismo, desde a segunda metade da década de 1980. Nas raízes deste fenômeno há uma tensão “liberalismo-autoritarismo” que marca toda a história da direita brasileira, desde as origens da formação de um pensamento autoritário na Primeira República entre o final do século XX e a “Revolução de 1930”, passando pela “Era Vargas” e pela ditadura militar, e chegando até a redemocratização de 1988.[viii]Gentile, Fabio. “Uma direita “plural”: configurações ideológicas e organizações políticas da direita brasileira contemporânea. In: Faria, Fabiano Godinho; Marques, Mauro Luiz … Ver fonte

É bem neste horizonte de problemas que está avançando uma literatura marcada pela interdisciplinaridade das abordagens teóricas e metodológicas, compatibilizando perspectivas de longa, média e curta duração na análise do “mito” Jair Bolsonaro, cujo discurso populista e “bolsonarista”, amparado pelo suporte doutrinário do seu principal “guru” Olavo de Carvalho,  mistura anticomunismo, antipetismo, autoritarismo, neofascismo e integralismo (basta pensar na importância do tripé “Deus, Pátria, Família” em ambos os fenômenos, o integralismo e o bolsonarismo), militarismo, fundamentalismo religioso, desrespeito aos direitos humanos, racismo, homofobia, negacionismo cientifico e neoliberalismo globalizado, se destacando por ser um dos fenômenos mais expressivos da nova onda de direita em nível mundial.[ix]Gros, Denise. “Institutos Liberais, neoliberalismo e políticas públicas na nova república”. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 19, n.54 (2004): 143-159. Disponível em: … Ver fonte Muito foi feito, muito ainda tem quer ser feito em direção do avanço da compreensão do “Bolsonarismo” como “autobiografia” da nação brasileira.[x]Trata-se da celebre leitura do fascismo italiano dada, logo que o regime fascista tomou o poder na Itália da década de Vinte do século XX, pelo intelectual e político liberal italiano Piero … Ver fonte

...já que você chegou até aqui, temos um pequeno favor a pedir. Desde que começamos a publicar, em 2020, o Brasil vem enfrentando ameaças autoritárias dia sim e dia também, fome, miséria e violência política - todas fomentadas por um presidente que faz pouco das mais de 600 mil vítimas da pandemia de covid-19. Queremos continuar produzindo um conteúdo combativo e de qualidade em tempos tão conturbados.

LEIA TAMBÉM  Pensando o fascismo no centenário da “Marcha sobre Roma” (1922-2022): Estado da arte e novas perspectivas de pesquisa

Mesmo em tempos de crise, toda a nossa equipe trabalha gratuitamente e não cobramos absolutamente nada de nossos leitores - fora o tempo. Fazemos isso porque acreditamos na luta contra a desinformação e o fascismo, e também acreditamos que quanto mais livre é o conhecimento, maior é o número de pessoas que podem acompanhar os acontecimentos que moldam o nosso mundo, compreender o seu impacto nas comunidades e inspirar-se para tomar medidas significativas. Milhões podem se beneficiar do acesso aberto a um conteúdo relevante, confiável e de qualidade, independentemente da sua capacidade de pagar por isso.

Cada contribuição, seja ela grande ou pequena, alimenta o nosso trabalho e sustenta o nosso futuro. Apoie o JUDAS, As botas de a partir de R$1 - demora apenas um minuto. Entendemos a situação do Brasil, mas, por favor, considere apoiar-nos com uma quantia regular todos os meses. Obrigado.

O nosso PIX é 74991895723, mas você também pode colaborar clicando no botão abaixo, é muito rápido

Apoie nosso trabalho

Notas de rodapé

Notas de rodapé
i Definição de Stephane Boisard para pensar a ressignificação do populismo desde a década de 1990 do século XX. Boisard, Stephane. Del totalitarismo al populismo: el enemigo antiliberal en el discurso de derecha. In: Costa Pinto, Antônio; Gentile, Fabio (org.) Populismo, teorias e casos. Fortaleza: EdMeta, 2020
ii Dorsi, Angelo (org.) Gli ismi del Novecento. Viella, 2010
iii Gentile, Fabio. “Hannah Arendt e o debate brasileiro em torno do stalinismo”. A Força de Judas, p. 8 – 19, 25 dez. 2020; “Uma pílula de totalitarismo”. Canal do YouTube. Fabio Gentile Pílulas de Teoria Política/Pillole di Teoria Política. Disponível em: <https://www.youtube.com/channel/UCaHuj6u-1NibV78juavsJlg>
iv Manin, Bernard. The principles of representative government. Cambridge: Cambridge University Press, 1995
v O termo “Peronismo” advém de Juan Domingo Perón, Presidente da Argentina por três mandatos; “Varguismo” de Getúlio Vargas, ditador e Presidente do Brasil por dois mandatos; “Gaullismo” de Charles De Gaulle, general e Presidente da França; “Laurismo” de Achille Lauro, empresário, armador e prefeito da cidade de Nápoles – Itália na década de Cinquenta (ver Gentile, Fabio. Achille Lauro. Un imprenditore político dell’Italia republicana. Avellino: Mephite, 2008). “Berlusconismo” de Silvio Berlusconi, empresário, e Primeiro-Ministro do governo italiano por três mandatos
vi Rusconi, Gian Enrico (org.). Germania il passato che non passa: i crimini nazisti e l´identità tedesca. Torino: Einaudi, 1987
vii Ver Política e antipolítica: a crise do governo Bolsonaro. Entrevista com o cientista político Leonardo Avritzer. Disponível em: <https://youtu.be/gy3tpssNmx4>; O Bolsonarismo na conjuntura. Entrevista com Claudio Couto, prof. de ciência política da Fundação Getúlio Vargas. Disponível em: <https://youtu.be/YXHJ1FL9iFI.>Ambos disponíveis no Canal do YouTube, Fabio Gentile – Pílulas de Teoria Política/Pillole di Teoria Política. Disponível em: <https://www.youtube.com/channel/UCaHuj6u- 1NibV78juavsJlg>; Nesta nova perspectiva multidisciplinar destaca-se a recém criação do Observatório da Extrema Direita (OED) tendo como objetivo principal monitorar a extrema direita no Brasil e no Mundo. Disponível em: <https://oedbrasil.com.br/>
viii Gentile, Fabio. “Uma direita “plural”: configurações ideológicas e organizações políticas da direita brasileira contemporânea. In: Faria, Fabiano Godinho; Marques, Mauro Luiz Barbosa (Org.). Giros à direita: análises e perspectivas sobre o campo líbero-conservador. Sobral – CE: Editora SertãoCult, 2020, p. 222–240
ix Gros, Denise. “Institutos Liberais, neoliberalismo e políticas públicas na nova república”. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 19, n.54 (2004): 143-159. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0102- 69092004000100009>; Velasco e Cruz, Sebastião, André Kaysel, e Gustavo Codas (orgs.). Direita, Volver! – O retorno da direita e o ciclo político brasileiro. São Paulo: Editora da Fundação Perseu Abramo, 2015; Cerboncini Fernandes, Dmitri; Debora Messenberg (org.). “Dossiê: Um espectro ronda o Brasil (à direita)”. Plural – Revista De Ciências Sociais, 25, n.1 (2018). Disponível em: <https://doi.org/10.11606/issn.2176-8099.pcso.2018.149006>; Casimiro Calheiros, Flavio Henrique. A nova direita. Aparelhos de ação política e ideológica no Brasil Contemporâneo. São Paulo: Expressão Popular; 2018; Caldeira Neto, Odilon. Neofascismo, Nova República e a ascensão das direitas no Brasil. In: Costa Pinto, Antônio; Gentile, Fabio (org.) Populismo, teorias e casos. Fortaleza: EdMeta, 2020; Avritzer, Leonardo. Política e antipolítica: a crise do governo Bolsonaro. São Paulo: Ed. Todavia, 2020; Cunha, Diogo; Chirio, Maud; Nabuco, Rodrigo (org.) Crise política e virada conservadora no Brasil (2014-2018). O abismo brasileiro no espelho do mundo. São Paulo: Editora Appris, 2021.
x Trata-se da celebre leitura do fascismo italiano dada, logo que o regime fascista tomou o poder na Itália da década de Vinte do século XX, pelo intelectual e político liberal italiano Piero Gobetti. Ver Gobetti, Piero. L´Autobiografia della Nazione. Fano: Ed. Aras, 2016
LEIA TAMBÉM  “Modernidade desequilibrada” e “Cesarismo”: categorias gramscianas para pensar as crises orgânicas da democracia a partir de um estudo de caso

Referências

Não há referências para exibir

Cite-nos

Gentile, Fabio. Pensando o “Bolsonarismo” entre teoria política, histórica e sociológica: uma proposta teórico-metodológica. Forca de Judas, Porto Alegre, v. 2, n. 2, 2021. Disponível em: <https://revista.judasasbotasde.com.br/222021/pensando-o-bolsonarismo-entre-teoria-politica-historica-e-sociologica-uma-proposta-teorico-metodologica/>. Acesso em 17-07-2024

96 respostas

  1. My colleague shared your article with me and I found it very useful after reading it. Great article, it helped me a lot. I also hope to make a beautiful website like your blog, hope you can give me some advice, my website:
    gate.io

  2. At the beginning, I was still puzzled. Since I read your article, I have been very impressed. It has provided a lot of innovative ideas for my thesis related to gate.io. Thank u. But I still have some doubts, can you help me? Thanks.

  3. I may need your help. I’ve been doing research on gate io recently, and I’ve tried a lot of different things. Later, I read your article, and I think your way of writing has given me some innovative ideas, thank you very much.

  4. Apoiar ferramentas de apostas e estar equipado com uma plataforma diversificada de transações financeiras, a 20Bet oferece suporte tangível aos jogadores. Este é um lugar onde eles podem apostar com dinheiro real, respaldados por concorrentes de diversas disciplinas esportivas. 20bet

  5. Наша бригада опытных специалистов подготовлена предъявить вам современные системы, которые не только снабдят долговечную защиту от прохлады, но и преподнесут вашему жилищу стильный вид.
    Мы практикуем с последовательными составами, подтверждая постоянный срок использования и блестящие результирующие показатели. Утепление внешней обшивки – это не только экономия энергии на прогреве, но и заботливость о природной среде. Спасательные инновации, которые мы используем, способствуют не только зданию, но и поддержанию природы.
    Самое основополагающее: [url=https://ppu-prof.ru/]Утепление фасада дома снаружи цена[/url] у нас открывается всего от 1250 рублей за квадратный метр! Это доступное решение, которое сделает ваш помещение в подлинный тепловой район с минимальными расходами.
    Наши проекты – это не лишь изолирование, это создание пространства, в котором каждый элемент отражает ваш личный моду. Мы учтем все ваши пожелания, чтобы осуществить ваш дом еще еще более дружелюбным и привлекательным.
    Подробнее на [url=https://ppu-prof.ru/]https://ppu-prof.ru/[/url]
    Не откладывайте заботу о своем корпусе на потом! Обращайтесь к мастерам, и мы сделаем ваш жилище не только теплым, но и моднее. Заинтересовались? Подробнее о наших работах вы можете узнать на нашем сайте. Добро пожаловать в пределы комфорта и качественной работы.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Continue lendo

JUDAS, As botas de armazena cookies de seus usuários para oferecer a melhor experiência possível. Informações pessoais não são coletadas. Você está ciente de que, ao continuar a navegar em nosso website, você concorda com os nossos termos de uso e política de privacidade